sábado, 19 de maio de 2018

visita de um escritor

Esta semana estivemos a trabalhar as diferenças porque sabíamos que íamos receber um escritor quase cego que se chama José  Torres Gomes,  e ficamos curiosos. Ouvimos a história que ele escreveu e gostamos muito.
As nossas educadoras dizem que as histórias ensinam-nos sempre alguma coisa e com esta nós aprendemos que é muito importante ter amigos; que é importante nunca desistir e que devemos pedir ajuda quando não conseguimos fazer alguma coisa!
Fizemos um desenho com olhos vendados para sentirmos como é difícil fazer as coisas sem ver. Foi mesmo difícil e por isso ainda ficamos mais curiosos para sabermos como é que o escritor conseguia escrever!
Como  é quase cego, escreve num computador especial que diz o nome de cada letra para ele saber o que está a escrever. Alguns meninos experimentaram o computador e ficamos todos admirados porque nunca tínhamos visto nenhum assim!

Também ficamos contentes porque ele disse-nos que tinha escrito este livro graças aos meninos e às educadoras  deste Jardim de Infância que há alguns anos tinham lido a história e que lhe disseram para ele fazer o livro!

Parabéns a todos e principalmente ao José Torres Gomes que nunca desiste dos seus sonhos apesar das dificuldades!











sábado, 5 de maio de 2018

Dia da Mãe - Um lugar quente e fofinho




Porque é mesmo no colo da mãe que fica tudo bem, dedicamos esta canção a todas mães neste dia especial!

A prendinha foi feita com muito empenho, amor e carinho, o que nos deixou também muito felizes!











FELIZ DIA DA MÃE


terça-feira, 1 de maio de 2018

Lenda dos "Maios e Maias"


"A origem da tradição das Maias perde-se no tempo e pode ter várias explicações. Segundo alguns, a Maia era uma boneca de palha de centeio, em torno do qual havia danças toda a noite do primeiro dia de Maio. Por vezes, podia ser também uma menina de vestido branco coroada com flores, sentada num trono florido e venerada, todo o dia, com danças e cantares......
Seja como for, todos estes rituais pagãos estavam ligados ao rito da fertilidade para com o novo ciclo da natureza, à celebração da Primavera ou ao início de um novo ano agrícola. Mais tarde, houve necessidade de lhe incutir algum sentido religioso, promovendo a sua ligação à Festa da Santa Cruz ou ao Corpo de Deus. Esse facto pode justificar a lenda do Alto Minho, segundo a qual Herodes soube que a Sagrada Família, na sua fuga para o Egipto, pernoitaria numa certa aldeia onde florescia uma giesteira.
 Para garantir que conseguiria eliminar o Menino Jesus, Herodes dispunha-se a mandar matar todas as crianças. Perante a possibilidade de um tão significativo morticínio, foi informado, por um outro "Judas", que tal poderia ser evitado, bastando para isso, que ele próprio colocasse um ramo de giesta florida na casa onde se encontrava a Sagrada Família, constituindo um sinal para que os soldados a procurassem e consumassem o crime... A proposta do "Judas" foi aceite e Herodes tratou de mandar os seus soldados à procura da tal casa. Qual não foi o espanto dos soldados quando, na manhã seguinte, encontraram todas as casas da aldeia com ramos de giesta florida à porta, gorando-se, assim, a possibilidade do Menino Jesus, ser morto.
Talvez resultado desta lenda, hoje em dia ainda é possível observar em algumas zonas do nosso país, a colocação de ramos de giestas em flor, ou até mesmo coroas feitas de ramos de giestas, conjuntamente com outras flores e enfeites coloridos, nas portas e janelas das casas ou nos automóveis, na noite de 30 de Abril para 1 de Maio." 

E depois de ouvirmos a lenda, fizemos a nossa cora de flores para colocar na entrada do nosso jardim de Infância!

terça-feira, 24 de abril de 2018

A paz e a liberdade estão nas nossas mãos

Hoje ouvimos uma história verdadeira que se passou no nosso país e, por causa disso, amanhã é Feriado!

Fizemos um desenho ditado pela educadora para compreendermos melhor o que é uma "ditadura" e depois brincamos e trabalhamos separados- meninos de um lado e meninas do outro(como antigamente)
Alguns meninos não gostaram nada de " brincar à ditadura"....e disseram que não tinha piada não podermos escolher....

De tarde tudo voltou ao normal e foi mais divertido!
Como compreendemos muito bem o quanto a liberdade é importante, libertamos uma Joaninha  que estava ansiosa por voar no nosso jardim!
Também pintamos um desenho com o cravo vermelho e fizemos o "nosso tesouro"  ( uma caixinha com um desenho que simboliza a "liberdade") para não nos esquecermos que a liberdade é muito valiosa e que não podemos deixar que ninguém a roube....
 A paz e a liberdade estão nas mãos de cada um de nós!




 

Dia da terra


Este inicio de semana foi intenso!
Começamos por falar do "dia da Terra" que se celebra no dia 22 de Abril e depois ouvimos ler a "Carta da terra" que nos ensinava a seguir o melhor caminho para um mundo mais justo e melhor.
Aprendemos que devemos: - poupar agua e energia;  respeitar as pessoas de todas as raças; partilhar o que temos com os que não têm; tratar bem todos os seres vivos; separar o lixo; dizer não à guerra... "e se nos unirmos, melhoraremos muito o mundo, porque todos nós somos úteis e podemos ajudar uns aos outros"
Por cá, todos os dias, vamos fazendo a nossa pequena parte!







 

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Primeira semana do terceiro período

Começamos esta semana com muita energia e com muitas atividades!
Mais uma vez a família veio à escola  fazer educação física e foi muito bom!  Marcamos o próximo encontro, no dia 2 de Maio para mais animação.




Aproveitamos um pouquinho de sol e fomos para a horta tirar ervinhas e plantar um mirtilo e  uma groselha.






Os meninos de duas salas foram ao Centro de Educação Ambiental ver um teatro de marionetas que se chamava "Viagem ao fundo do mar". Com esta história aprendemos que temos que cuidar muito bem da Natureza que é tão bonita mas que está a ficar muito feia por causa do lixo! O mar também está a ficar cheio de lixo e s peixes morrem! Agora vamos estar mais atentos ao lixo da praia e ter mais cuidado para não deixarmos lixo no chão mesmo que seja um palheta do leite ou do sumo.








Para acabar bem a semana falamos sobre "Autismo" e vimos filmes para compreendermos melhor o que se passa na cabeça dessas pessoas.
Nós já sabíamos algumas coisas porque temos, no nosso Jardim, um amigo que é muito especial, de quem gostamos muito e  que tem esse problema!

Nós sabemos que:
- temos que ter muita paciência com essas pessoas; elas precisam de silêncio; precisam de mimos; precisam de ajudam; temos que os tratar bem; temos que ter calma com eles; tomar conta deles....
Depois pintamos um laço azul  (o símbolo e a cor do autismo) e as educadoras escreveram o que nós dissemos. Pintamos a nossa mão e carimbamos à volta do laço como compromisso para não nos esquecermos de respeitar essas pessoas porque elas são como nós mas sentem e vêm as coisas e o mundo de forma diferente.









sexta-feira, 23 de março de 2018

O Coelhinho chegou!!


Hoje, ainda com um bocadinho de sol, apareceu, meio escondido, o coelhinho da Páscoa.......
Sim, apareceu meio escondido.....talvez não nos tenha reconhecido porque estávamos todos bem pintados e bem bonitos!
Foi um dia bem divertido com carinhas pintadas, balões, histórias, caça ao tesouro, jogos e muita dança!
Páscoa Feliz!